Como se tornar um Enólogo: Cursos, Habilidades e Mercado

Muitas vezes ao procurar informações sobre um vinho de alta qualidade, você se depara com alguns dados e entre eles, o nome do enólogo responsável pelo vinho pesquisado. Para um consumidor comum, muita vezes essa informação passa despercebida, pois muitas pessoas não sabem quais atividades um enólogo realiza ou sequer conhecem essa profissão.

No post de hoje você irá entender um pouco mais sobre qual a importância dessa atividade no processo produtivo do seu vinho predileto. Em outras palavras, aqui iremos explicar a função de um enólogo para esse universo e descobrir como se especializar na área e onde o curso é ofertado.

O que é a Enologia?

A enologia é um dos fundamentos básicos para a produção de vinho que se baseia em um conjunto de técnicas e conhecimentos de diferentes áreas que capacita o enólogo a escolher o melhor solo para plantação, qual melhor forma de plantio, qual técnica de fermentação é mais adequada, entre outros fatores.

Por isso, é muito importante conhecer o profissional responsável pela produção desta bebida. Sua qualidade e responsabilidade é fundamental, uma vez que o enólogo está associado a todas as etapas de produção do vinho e pela tomada de todas as decisões que irão impactar diretamente na qualidade do mesmo.

O que pouca gente sabe é como se tornar um enólogo e qual tipo de qualificação é necessária para o exercício dessa profissão. Um enólogo pode ser formado por curso técnico ou até por uma graduação, como agronomia ou enologia (disponível em algumas faculdades).

enologia

Você sabe o que é um Enólogo?

Dentre as áreas que o enólogo precisa dominar estão matemática, estatística, entomologia, geologia, botânica, microbiologia, química, biologia, entre outros. Além da formação profissional, um enólogo tem que procurar conhecer áreas mais focadas na gestão das vinícolas, tais como: controle de qualidade, análise sensorial de vinhos e vinificação, por exemplo.

Onde encontrar o Curso de Enologia?

Devido a esse mix de áreas oferecido pelo curso de enologia, o profissional formado para esta profissão possui uma ampla área de atuação no universo vinícola, pois o enólogo pode atuar desde a produção do vinho de forma artesanal ou industrializada até no suporte a restaurantes especializados na bebida.

Se o enólogo ou enóloga possui uma aptidão pela escrita, o mesmo também pode se aventurar no mundo das críticas, seja em revistas ou blogs da área.

No Brasil, a profissão é regulamentada desde 2007, mas já está presente no nosso dia a dia há muitos anos. Porém, ainda hoje, exitem poucas universidades ou faculdades que mantem a oferta do curso. Apenas uma instituição, em todo o país, oferece um curso de graduação especializado em enologia: UFP (Universidade Federal do Pampa) localizada no RS.

Enquanto outros 4 centros de ensino oferecem a formação técnica em enologia e estão localizados nas cidades de Petrolina (RS), Bento Gonçalves (PE), Pelotas (RS) e São Roque (SP). Talvez, como consequência dessa falta de oferta dos cursos, é muito comum que interessados em enologia se formem, primeiramente, em agronomia e depois se especializem para se tornarem enólogos de formação.

No restante do mundo, existe uma gama enorme de instituições de ensino que oferecem a formação em enologia, porém estas faculdades se concentram na frança e na Itália. Outros países como Argentina, Estados Unidos e Austrália também são grandes responsáveis pela formação de enólogos em todo mundo.

Unindo a formação acadêmica fornecida pelo curso de enologia, o conhecimento técnico e científico adquirido juntamente com a tradição da profissão, os enólogos ou enólogas são fundamentais para que as vinícolas produzam vinho de qualidade e que sejam comercializados mundo afora.

Ficou com alguma dúvida a respeito da formação necessária? Comenta aqui e teremos o maior prazer em te ajudar a esclarecer as principais dúvidas sobre essa área tão pouco conhecida.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *