Vinhos rosés combina com o que?

O vinho é produzido a partir de uvas brancas ou tintas. Entretanto, não existem apenas vinhos brancos ou tintos. Um terceiro tipo muito apreciado é o vinho rosé. Essa bebida apresenta coloração intermediária, variando dos tons alaranjados pálidos ao púrpura intenso.

Nesse post, vamos contar tudo o que você precisa saber sobre os vinhos rosés, incluindo algumas sugestões com bom custo-benefício para você degustar. Boa leitura!

O que esperar de um vinho rosé?

Os vinhos rosés são, em geral, leves e refrescantes. Por isso, são uma boa pedida nos dias mais quentes. Eles não são vinhos de guarda e devem ser consumidos ainda jovens, enquanto sua acidez está bem presente.

Para melhor perceber todos os sabores e aromas que os vinhos rosé têm a oferecer, é preciso conhecer suas temperaturas de serviço. Os vinhos rosés mais leves devem ser servidos entre 8 e 10°C. Já os mais encorpados ficam ainda melhores entre 10 e 12°C.

Como o vinho rosé é produzido?

Há 3 maneiras principais de produzir os vinhos rosé. Vamos conhecer cada uma delas.

1 – Maceração curta

Neste processo, são usadas uvas tintas. O segredo para o vinho ficar rosado é deixar o mosto por pouco tempo em contato com as partes sólidas da uva que são responsáveis por dar o tom rubi à bebida.

Assim, enquanto a maceração de vinhos tintos dura até 6 dias, nos vinhos rosés ela dura no máximo 24 horas. Ao final da maceração, o mosto livre de sedimentos é transferido para outro tanque para dar continuidade da fermentação.

2 – Corte de vinho

Neste processo, vinhos brancos e tintos já vinificados são misturados. Esse método é proibido na Europa, sendo apenas permitido para a elaboração de espumantes na região de Champagne. No novo mundo, essa técnica é usada por ser um método mais barato de produção de vinhos rosés.

3 – Sangria

Neste processo, o vinho rosé é um subproduto da produção do vinho tinto. Durante a maceração, parte do suco é retirada e usada para elaborar o vinho rosé (o restante dará origem a um vinho tinto). Esse método dá origem a bebidas mais alcoólicas e de qualidade inferior ao processo de maceração curta.

Com que pratos o vinho rosé harmoniza bem?

Como os vinhos rosés estão entre os brancos e tintos, eles são bastante versáteis na hora da harmonização, combinando bem com opções mais leves. Veja algumas dicas de pratos que caem bem com um vinho rosé:

  • saladas e canapés
  • massas leves à base de molho de tomate
  • pizza de queijo
  • sushis e sashimis de peixes escuros
  • carne de frango preparada de forma leve

Sugestões de Vinhos Rosés

É possível achar bons vinhos rosés no mercado brasileiro por bons valores. Confira algumas dicas!

1 – Casal Garcia Rosé

Esse vinho português é leve e gaseificado, sendo uma bebida muito refrescante. Apresenta notas de frutas vermelhas e boa acidez. À venda em superadega.com.br por R$37,20.

2 – Finca El Origen Rosé Malbec 2016

Esse vinho argentino é refrescante e vigoroso, com notas de frutas vermelhas e boa acidez. À venda e, vinhosite.com.br por R$51,79.

3 – Toro Loco D.O.P. Utiel-Requena Rosé 2016

Esse vinho espanhol é fresco, leve e frutado. Ele combina bem aromas de frutas vermelhas com notas florais. À venda em wine.com.br por R$35,00.

4 – Altivo Classic Rosé 2016

Esse vinho argentino é leve e fácil de beber. Além dos aromas de frutas vermelhas, exibe notas florais e herbáceas. À venda em wine.com.br por R$42,00.

5 – Leyda Reserva Rosé 2015

Esse vinho é bastante fresco e aromático. Ele é produzido por uma das melhores vinícolas chilenas utilizando apenas uvas Pinot Noir. À venda em grandcru.com.br por R$69,00.

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *